Como organizar uma rotina de estudos?

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por Carlos Meira
em agosto 2, 2022

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Veja como não perder tempo, tampouco conteúdos ao estudar

Estudar, por si só, já é uma atividade bastante desgastante, sobretudo quando se está estudando para vestibulares, concursos ou línguas estrangeiras.

Seja um curso de inglês online, cursinhos ou até mesmo na escola, se não houver uma rotina de estudos com horários bem definidos, picos de estresse, ansiedade e cansaço mental e físico podem acabar aparecendo e prejudicando o estudante.

Além das disciplinas é sempre importante incluir outras atividades, como, por exemplo: exercícios físicos, momentos de lazer, alimentação adequada e tomar sol.

Para te ajudar a otimizar seu tempo e turbinar seus estudos, criamos 5 passos para que você não se atrapalhe e ainda consiga dar conta do que precisa de uma forma mais saudável.

Então já anote para começar a se reorganizar.

1. Tenha um planner

Não precisa ser necessariamente um planner com muitos enfeites, mas uma agenda, um caderno ou até uma planilha para usar no celular, em que você possa listar as disciplinas que precisa estudar.

Depois de escolher o instrumento que utilizará, divida as disciplinas por ordem de dificuldade, podendo começar logo pelas mais fáceis, para eliminar mais rápido, ou as mais difíceis, que possam demandar mais tempo. Fica a seu critério.

Evite misturar disciplinas da mesma área no mesmo dia para não confundir conteúdos e não cansar a cabeça.

Quando preencher seu planner com os horários definidos para cada matéria, já inclua diariamente o tempo para se alimentar e para se exercitar. Trate como um compromisso com você nesses momentos.

2. Não deixe de dormir

Ter uma boa noite de sono é fundamental, afinal, sua atividade diária exige muito de sua mente.

Quando você dorme bem, além de ajudar no bom funcionamento do corpo, seu foco melhora e o processo de aprendizagem flui.

Estabeleça horários de estudo e descanso, tornando esse um momento sagrado para você. Evite atividades que possam trazer elevação dos batimentos cardíacos e picos de energia à noite, pois podem tirar seu sono. 

3. Alimente-se e faça exercícios físicos

Alguns alimentos são grandes aliados para a melhora da memória e do foco, como os ovos e peixes. A banana e o chocolate amargo ajudam com a produção de serotonina e endorfina, o que aumenta a sua energia diária.

Frutos secos, sementes e oleaginosas são ótimas para proteger o cérebro do envelhecimento celular, bem como estimular as funções cognitivas.

Água sempre, pois a hidratação é importante para todo o funcionamento do corpo.

Os exercícios físicos ajudam a produzir endorfina, mantendo sensações como alegria e motivação. Além disso, a postura adequada exigida nos exercícios combate a má postura que o estudante tem ao permanecer sentado estudando.

A atividade física também melhora a qualidade do sono, complementando esse ciclo de cuidados pessoais que são importantes para a rotina. 

4. Encontre a sua maneira de estudar

Existem diferentes formas para aprender.

Algumas pessoas aprendem mais ouvindo, destacando textos, anotando, em grupo, com atividades práticas ou fazendo associações.

Para saber a melhor forma de aprender, teste as várias possibilidades. Use livros teóricos, práticos, podcasts, videoaulas e chame amigos.  Depois, experimente explicar para alguém o conteúdo.

Tente perceber qual foi o método mais eficiente que ajudou a manter a organização mental e, então, busque as ferramentas adequadas para o estudo.

Com a internet, houve uma democratização na forma de aprender, fugindo dos moldes tradicionais, busque o seu.

Outro ponto importante é traçar metas possíveis. Não adianta você querer estudar mais conteúdos do que realmente é capaz, pois isso pode trazer frustração e desmotivação.

5. Tenha momentos de lazer

A saúde mental precisa de cuidados. Viver apenas na atmosfera dos estudos, além de alienar, pode prejudicar a relação com as demais pessoas.

Obviamente, quando você se propõe a estudar, principalmente com um objetivo específico, terá de abrir mão de algumas festas, viagens e afins, mas não se torne escravo da sua rotina.

A cabeça precisa desse oxigênio extra na mesa de estudos para manter a produtividade, então você pode se presentear com pequenas recompensas ao atingir alguma meta.

Quando tiver dias difíceis demais, em que nada entra na cabeça, refaça o planejamento e respeite as limitações. Nem todos os dias serão 100% e é preciso entender isso para não se sentir incapaz. No mais, bons estudos!

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.