Guia para Iniciantes na Arte da Jardinagem

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por karine.menezes
em dezembro 20, 2023

Jardinagem é uma prática milenar para o cultivo e manutenção de plantas e vegetação em geral, com o objetivo de criar espaços agradáveis e funcionais.

Muito além da ornamentação, também pode envolver a produção de alimentos e a preservação ambiental. Como ornamento, a jardinagem se destaca pelo planejamento de design paisagístico, combinando cores, texturas e formas para criar ambientes atraentes.

Os jardineiros escolhem as plantas adequadamente, levando em conta fatores como o clima, solo e luminosidade.

A produção de alimentos por meio da jardinagem abrange hortas e pomares, onde vegetais, ervas e frutas são cultivados de maneira sustentável para promover a alimentação saudável e autossuficiência.

Também é muito importante na preservação do meio ambiente, pois melhora a qualidade do ar, controla a temperatura e aumenta a biodiversidade.

Assim sendo, a jardinagem é uma prática multifacetada que está além da estética e passa a ser integrada com aspectos ornamentais, produtivos e ambientais para construir ambientes equilibrados e sustentáveis.

Em vista desse conceito, este artigo vai explicar como praticar jardinagem, dar algumas dicas para os iniciantes, por que começar com plantas mais simples e quais são os benefícios da prática para a saúde e o bem-estar.

Como praticar jardinagem?

A prática da jardinagem depende de paciência, dedicação e conhecimento. O primeiro passo é escolher um local para o jardim, levando em conta fatores como exposição solar, drenagem do solo e espaço disponível.

Antes de começar a plantar, é necessário compreender o tipo de solo e fazer algumas modificações para melhorar sua qualidade.

As plantas devem ser selecionadas cuidadosamente, levando em conta não apenas as preferências estéticas, mas também as necessidades de cada espécie em relação à água, luz e solo.

Ao pesquisar sobre jardinagem preço, a pessoa pode contar com um profissional que vai garantir a diversidade de plantas para aumentar a resistência a pragas e doenças, além de criar um ambiente visualmente interessante.

É fundamental cuidar regularmente do jardim, por meio de irrigação adequada, controle de ervas daninhas e aplicação de fertilizantes. Também é muito importante podar as plantas para que cresçam saudáveis e tenham uma estrutura estética agradável.

É necessário saber escolher de acordo com as condições climáticas, além de proteger as plantas contra ventos fortes e temperaturas extremas, em caso contrário, sua sobrevivência pode ser comprometida.

A compostagem pode ser incorporada para melhorar a fertilidade do solo, além do uso consciente da água e de métodos naturais de controle de pragas.

Dicas para iniciantes

Embora a jardinagem seja uma atividade gratificante, para quem está começando, também pode ser um desafio. Algumas dicas importantes são:

  • Conhecer o solo;
  • Escolher espécies adequadas;
  • Entender as necessidades de água;
  • Rodar regularmente;
  • Aprender continuamente.

Antes de começar a plantar ou até mesmo providenciar uma fonte para jardim residencial, o primeiro passo é compreender as características do solo.

Existem testes que ajudam a avaliar o pH e a composição do espaço, para assim escolher adequadamente as plantas. Isso é necessário porque algumas espécies preferem solos ácidos, enquanto outras lidam melhor com solos alcalinos.

Ele também precisa ter uma boa drenagem, caso contrário, pode acumular água em torno das raízes das plantas.

Cada região possui um clima específico, por isso, espécies que prosperaram em determinado ambiente podem não se dar bem em outro tipo de clima.

Desse modo, antes de comprar as mudas, o ideal é conhecer as condições climáticas da área para escolher aquelas que conseguem se adaptar ao ambiente. Isso vai garantir crescimento saudável e reduzir cuidados extras.

Saber qual é a quantidade ideal de água é fundamental para o sucesso do jardim, então é muito importante saber quais são as necessidades de cada espécie em relação à irrigação.

Algumas plantas precisam de solo mais úmido, enquanto outras se dão bem em condições secas. Com base nisso, a irrigação deve ser apropriada, por meio de regadores ou sistemas de gotejamento que vão distribuir a água uniformemente.

Para que o espaço esteja sempre bonito e combinando com móveis de vime para jardim, é primordial fazer podas regularmente para remover galhos mortos e promover o crescimento saudável.

A poda melhora a circulação do ar, além de prevenir doenças e pragas. Tendo isso em vista, os iniciantes devem preferir espécies que não exigem tantas podas, como usar bustos de crescimento lento.

É importante ter em mente que cada jardim é único e suas características vão ensinar o responsável por seus cuidados. O ideal é observar o comportamento das plantas ao longo do tempo e se abrir para novas experiências e variedades.

Por que começar com plantas para iniciantes?

Praticar jardinagem por meio de plantas adequadas para iniciantes é uma forma de obter sucesso e satisfação com a prática.

Até que o indivíduo entenda a importância de forração para jardim meia sombra, entre outros elementos necessários, precisa ter bastante experiência e aprimorar suas habilidades ao longo do tempo.

As plantas para iniciantes são mais robustas e tolerantes a condições variáveis, pois exigem menos cuidados específicos, como podas frequentes, e isso torna o cultivo mais acessível para pessoas inexperientes.

Também é uma forma de reduzir os erros e aumentar as chances de sucesso. Esse tipo de cultivo também ajuda a introduzir práticas essenciais, como manejo do solo, rega adequada e exposição ao ambiente externo.

São plantas que vão permitir uma aprendizagem progressiva para que a pessoa adquira todos os conhecimentos necessários sobre as necessidades das espécies antes de lidar com plantas mais exigentes e variadas.

Variedades como suculentas, hera e ervas aromáticas crescem rapidamente e exibem mudanças visíveis, o que é estimulante para os iniciantes.

O ideal é observar o progresso do plantio ao longo do tempo para se acostumar com o jardim e se comprometer com seus cuidados.

Uma empresa de jardinagem e paisagismo também recomenda começar com plantas acessíveis para experimentar as diferentes possibilidades e descobrir as próprias preferências.

Conforme a confiança aumenta, o jardineiro iniciante pode diversificar as escolhas e explorar uma gama maior de espécies.

Benefícios da jardinagem

Muito mais do que uma atividade agradável para quem gosta de plantas, a jardinagem traz diversos benefícios para a saúde e o bem-estar físico e mental.

É algo que está além da criação de belos espaços ao ar livre, pois também envolve aspectos terapêuticos que contribuem para uma vida mais equilibrada.

Uma de suas qualidades é o fato de ser uma forma eficaz de exercício físico, pois cavar a terra, plantar mudas, regar e realizar outras tarefas relacionadas à jardinagem depende de movimentos corporais que trazem mais flexibilidade, equilíbrio e resistência.

Cuidar de outros espaços do jardim, como uma piscina de alvenaria em quintal pequeno, vai promover ainda mais exercícios físicos.

É uma atividade moderada e muito benéfica para pessoas que buscam maneiras suaves e de se manterem ativas, ao mesmo tempo em que cuidam da saúde cardiovascular e muscular.

A exposição ao ar livre também traz benefícios para a saúde mental, visto que a luz solar é uma fonte fundamental de vitamina D e que tem um papel essencial na regulação do humor e na prevenção de condições como depressão.

Ter contato com a natureza também é muito importante para reduzir o estresse e a ansiedade, além de promover uma sensação geral de bem-estar.

A jardinagem é um ambiente muito importante para a prática da atenção plena, pois é necessário se concentrar nas atividades relacionadas, como plantar, podar e regar.

Cuidar das plantas que ficam em um para peito para varanda faz com que a pessoa se concentre no momento presente e se afaste de preocupações cotidianas e estresse.

Essa conexão com o presente reduz o cortisol, hormônio do estresse, e com isso promove sensação de calma e relaxamento.

Outro benefício da jardinagem para a saúde mental é a promoção da criatividade e do senso de realização, pois cultivar um jardim é uma forma de expressar a criatividade na hora de escolher as plantas, definir o design paisagístico e combinar as cores.

Incluir outros elementos, como um portão de alumínio branco pequeno para separar os espaços, também ajuda a pessoa a liberar criatividade.

Sem falar que ver o Jardim crescer e florescer ao longo do tempo traz sensação de realização e satisfação.

Considerações finais

A jardinagem é uma prática que está além da manipulação de plantas, pois se mostra como uma verdadeira terapia para corpo e mente.

Ao cultivar o jardim, a pessoa se conecta com a natureza e consegue obter bem-estar físico e mental. São benefícios que estão além da estética, pois trazem sensação de paz por conta do contato com a natureza.

Isso mostra que a jardinagem é fundamental para quem busca equilíbrio, aprendizado contínuo e crescimento pessoal.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade