Revisão do carro: saiba o que deve ser analisado

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por lucas
em outubro 27, 2022

Ao ganhar o primeiro carro, principalmente um usado, muitas pessoas se vêem no escuro. Por não terem experiência, pensam que não há nada para ajustar. Mas é muito importante fazer uma ótima revisão do carro, seja para prevenção de acidentes ou danos no veículo.

Uma das coisas mais importantes que podem ser apontadas é justamente a revisão. Um carro deve ser revisado de tempos em tempos. E, às vezes, as pessoas esquecem disso e muitos acidentes acontecem por causa desse tipo de malcuidado dos novos motoristas.

Pode ser que o freio hidraulico carro seja novo e talvez a revisão possa ser marcada para uma data mais distante. Mas, mesmo assim, é crucial que os motoristas percebam a grande relevância de fazer a revisão em seus carros. A vida pode estar em risco nesse cenário.

Qualquer pequena coisa pode fazer toda diferença para que o carro funcione bem. Como fazer a limpeza a vapor automotiva. Isso pode fazer o carro funcionar melhor, com mais segurança e, desse modo, o motorista pode sair e fazer tudo que precisa sem se preocupar.

Não só isso, há outras razões para que seja necessário fazer revisões periódicas, é justamente uma exigência da lei. Caso um condutor não faça uma revisão, ele pode acabar caindo em uma vistorias veiculares e seu veículo pode ser proibido de circular.

O governo faz tais vistorias para analisar se o carro está em condições para se movimentar nas ruas do país. E tudo isso em prol do bem dos cidadãos, pois as peças de um carro já podem estar totalmente corroídas por não serem feitas revisões constantes.

Por que se deve fazer a revisão de um carro

Ter a manutenção do carro sempre em dia é tão essencial para o funcionamento de um veículo quanto pôr gasolina e óleo no motor. Isso porque a sua vida útil vai depender justamente desses cuidados.

Além de auxiliar na redução dos custos de eventuais ajustes, a revisão regular faz com que o veículo produza menos poluentes, tenha um bom desempenho e menos peças danificadas com o passar do tempo.

A segurança sempre foi um dos grandes motivos na hora de adquirir um carro. Poder se movimentar com tranquilidade sem carecer e depender do transporte público ou aplicativo.

E os últimos anos fizeram com que as pessoas se sentissem mais inseguras em partilhar os espaços e mais gente começou a escolher por comprar o seu automóvel próprio. Por isso, já foi visto um aumento de compra de automóveis nesses anos, e a tendência é crescer.

Nas revisões, não se pode esquecer que é crucial optar por um mecânico de confiança. E tendo esse profissional em vista, é bom fazer as revisões com esse mesmo mecânico, que já conhece o funcionamento do carro e que sabe a hora exata para fazer os ajustes certos.

Impactos da revisão do veículo

O argumento central para fazer as revisões frequentes é justamente a segurança. Deixar de realizar a manutenção pode fazer com que o carro te deixe na mão nos momentos mais impróprios.

Desse modo, principalmente se o motorista for viajar, não deve deixar de checar água, óleo, e os pneus para não correr o risco de ser surpreendido quando o carro necessitar usar o seu máximo.

Além disso, pode fazer com que o carro perca performance, consuma muito mais combustível, e mais fluidos, tornando o dia a dia mais caro.

Quando for realizar a revisão, faça um check up dos itens fundamentais que devem ser sempre analisados. Além disso, é preciso ter atenção a pontos, como:

Os pneus

Além de uma multa grave, pneus sem manutenção devem causar sérios acidentes. Não se esqueça de checar os steps com frequência. Caso eles estejam ruins, com desgaste na banda de rodagem ou com algumas bolhas, talvez seja necessário trocá-los. 

A parte elétrica

É crucial que seja analisada de tempos em tempos, não só quando elas queimam, como as luzes de freio, luzes de ré, pisca e faróis. E, além dos cabos, a bateria, as velas, os terminais para avaliar se não há folgas nos ligamentos e corrosão nas partes metálicas.

Economia

Além disso, quem já mudou de carro entende que é extremamente ruim perder dinheiro na hora da revenda do carro por problemas que deveriam ser evitados. E a revisão faz justamente que o carro esteja sempre como novo, elevando a sua vida útil.

O uso do veículo

A conta é muito simples. Quanto menos um carro ficar ruim e menos necessitar de trocar peças em casos de emergência que deveriam ser evitadas, mais tempo a pessoa fica com o veículo sem necessitar que ele fique por muito tempo consertando no mecânico.

As multas

Um ponto essencial que sempre precisa ser considerado é que a falta de manutenção pode levar a multas e até apreensão do seu veículo. É algo que precisa ser dito aos motoristas com habilitação para PCD, pois elas já têm certa dificuldade para dirigir.

Além de multas ambientais, que exigem ser justificadas por problemas no motor e no escapamento, vários outros fatores podem ocasionar multas, como o pneu careca, as lanternas queimadas, entre outras coisas.

Como ela é feita?

A revisão é como se fosse um conjunto de exames que diagnosticarão a saúde do veículo. Nesse momento, será analisado o estado de conservação e funcionamento de todos os componentes e sistemas do veículo, os mecânicos ou elétricos.

Até um sistemas de segurança eletrônica necessita desse tipo de revisão, ainda mais um carro. E, depois do diagnóstico, se houver falhas ou problemas que possam piorar no futuro, a oficina responsável vai efetuar a substituição preventiva de certas peças.

Vale destacar que a revisão pode mudar de acordo com o carro. Mas, fundamentalmente, apesar de não ser obrigatória, a revisão dos 20 mil km deve incluir também a estética do veículo, como a cristalização e a pintura.

A mecânica e saúde do veículo têm uma visão mais aprofundada revisando alinhamento e balanceamento, a mudança de velas de ignição e a substituição de fluidos de freio. Porém, a revisão pode mudar de acordo com o tipo do carro e o que a montadora recomenda.

Concessionária ou oficina: onde fazer?

Essa é uma dúvida comum, pois muitos não sabem se devem seguir fazendo os ajustes nas concessionárias ou escolher por um serviço de manutenção realizado em oficinas independentes. Sendo assim, a seguir, serão destacados alguns pontos sobre ambos.

A revisão na concessionária

O atendimento em uma oficina autorizada será mais técnico e especializado, já que os profissionais costumam ser mais especializados para este tipo de serviço e são usadas peças mais puras em seu veículo.

No entanto, nem tudo são coisas boas. Em uma concessionária, é preciso estar atento aos funcionários comissionados, que por contrato empregatício tentam passar serviços que o motorista e seu carro não necessitam para conseguir uma bonificação no salário.

A revisão na oficina

Essa é uma boa escolha quando se confia em um bom estabelecimento. Os preços são mais reduzidos quando comparados à concessionária.

A oficina de confiança, provavelmente, vai ter a maioria de serviços e avaliações que a concessionária mostra. E também vai dar relatórios, como se fossem relatórios gerenciais, sobre a situação do carro, o mesmo que as concessionárias fazem.

Dicas para manutenção e a revisão

Visto isso, a seguir, serão apresentadas algumas dicas a serem levadas em conta na hora de fazer a revisão. Elas são:

  1. Analisar os freios;
  2. A embreagem;
  3. O filtro de ar;
  4. Verificar se é preciso trocar o radiador de arrefecimento;
  5. As velas;
  6. Os pneus.

Essas são as orientações que precisam ser levadas em conta por um motorista. Inclusive, um destaque maior merece ser dado aos pneus, pois são importantíssimos dado que se houver qualquer eventual emergência com eles, a vida corre risco imediato.

Sua troca deve ser feita ao atingir 50.000 km ou a cada três anos, mas é necessário fazer a revisão a cada um semestre para ter garantia de que não há problemas. Algumas auto escola mais próxima ensinam esses detalhes para os novos motoristas.

Considerações finais

Os prazos para fazer a revisão dos veículos, citados antes, são quase iguais aos indicados pela grande maioria das revisoras de carros. No entanto, caso note algum tipo de alteração no funcionamento, vá em busca de um profissional imediatamente para solucionar isso.

Pode ser que o seu rastreador veicular com bloqueador esteja com algum problema, portanto o mais indicado é que se entre em contato imediatamente com um eletricista para que ele possa resolver isso.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade