Software médico para clínicas e consultórios

Tempo de leitura: 9 min

Escrito por diogo
em setembro 30, 2022

O uso de software médico está se tornando cada vez mais popular em hospitais, unidades de atendimento público e clínicas particulares. 

À medida que as organizações de saúde procuram se tornar mais eficientes, os fornecedores de software também estão se adaptando constantemente para atingir esse objetivo. 

As instalações médicas usam essas soluções para otimizar fluxos de trabalho nos diversos espaços de saúde e clínica de uma empresa de cuidador de idosos.

Com isso, é possível automatizar tarefas tediosas de hospitais e fornecer assistência médica de mais qualidade para equipamentos de saúde.

Software médicos para clínicas e hospitais

O objetivo principal do software médico é ajudar clínicas e consultórios médicos a lidar com eficiência durante as operações diárias.

Assim, a implementação de um software médico dedicado à área da saúde pode mudar completamente a forma como as organizações desse setor funcionam. 

Na prática, a ferramenta fornece soluções eficientes para cobrança, agendamento, comunicação e lembretes de pacientes. 

Caso os profissionais desejem um modelo para mobile, também é possível acessar remotamente. 

Mais ainda, pode-se avaliar junto a operadora o desenvolvimento mobile. Para isso, levar o aparelho celular a uma assistência técnica iphone são paulo para verificar as configurações pode ser necessário.

Conforme as características do software, que pode ser personalizado para cada estabelecimento médico, também é possível automatizar as inúmeras tarefas demoradas que, de outra forma, exigem trabalho manual, economizando um tempo precioso.

Em alguns casos, o software de clínica médica oferece recursos abrangentes que vão além das funções de agendamento e ciclo de receita. Eles podem incorporar sistemas de registros médicos eletrônicos, centralizando dados e informações por conta da computação em nuvem.

Características essenciais de um software médico

O software médico precisa ter uma ampla gama de recursos para satisfazer as necessidades de serviço de remoção de pacientes, clínicas médicas e equipamentos hospitalares atuais. 

Mesmo que se tenha abundância de soluções de software disponíveis no mercado, a funcionalidade fornecida precisa corresponder bem às necessidades quando colocadas em prática.

A análise cuidadosa das funções principais e a consultoria no processo de implementação podem ajudar os estabelecimentos de saúde a tomar decisões com base em dados e colher os principais benefícios desses sistemas. 

Embora o objetivo final de um software médico seja reduzir o tempo gasto no preenchimento de papelada e aumentar as interações com o paciente, diversos programas do mercado incluem recursos adicionais de modo a qualificar ainda mais o processo de atendimento das clínicas.

Sendo assim, é possível encontrar diferentes características em um software médico, conforme os exemplos apresentados a seguir:

  1. Agendamento

Com a tecnologia em constante evolução, as práticas médicas não precisam perder tempo marcando consultas manualmente, por telefone ou diretamente em uma recepção

A presença de um software médico moderno permite a automatização completa de tarefas de agendamento de consultas, tornando-as tão simples quanto pressionar alguns botões.

Assim, ao invés de depender de planilhas ou registros em papel, tanto clínicas quanto hospitais podem ter uma solução completa para todas as consultas. 

O software dedicado a uma empresa de aluguel consultório médico, por exemplo, pode cumprir diferentes tarefas, entre as quais:

  • Acompanhar a evolução de pacientes;
  • Enviar lembretes automatizados;
  • Manter um histórico de todas as consultas anteriores;
  • Registrar novas consultas de pacientes.

Além disso, o sistema pode atribuir um paciente ao médico mais indicado, encaminhar a sala de exames com as solicitações necessárias e até verificar a disponibilidade de equipamentos especializados para a realização de exames, encaminhando-o de forma ágil e evitando atrasos.

Cabe dizer que os pacientes também podem cancelar ou reagendar as próprias consultas de maneira online.

Isso não só economiza muito tempo, mas também reduz significativamente as despesas. Mais ainda, com a ajuda do software médico para gestão de aluguel de material hospitalar, os empreendimentos dedicados à saúde podem reduzir as consultas perdidas. 

  1. Faturamento/Pagamento

A maioria dos softwares médicos permite que as práticas lidem com eficiência com todas as  tarefas de cobrança internamente, em vez de recorrer à terceirização. 

O sistema pode enviar reclamações aos pagadores, responder a rejeição, coletar e analisar dados, fornecer insights que ajudam a avaliar números fiscais e gerar relatórios abrangentes, desde que ligados a um bom servidor que passa por conserto de nobreak para que possa funcionar a todo instante, inclusive em situações de emergência.

Para que essas e outras operações e um melhor controle fiscal seja possível, as mais robustas ferramentas de cobrança ou pagamento podem incluir a gestão de sinistros. 

O sistema pode ajudar a tornar praticamente todo o processo autônomo, liberando muito tempo para outras tarefas, como responder adequadamente às perguntas dos pacientes ou lidar com outras questões administrativas. 

O software médico pode verificar se o seguro de um paciente é elegível e verificado com antecedência. 

As ferramentas estão disponíveis para fornecer verificações financeiras sobre os pacientes, bem como acompanhar os saldos. Muitas soluções também fornecerão aos pacientes opções de planos de pagamento.

De acordo com a programação do software, é possível exigir um codificador médico certificado na equipe para faturar através do software da clínica médica e cumprir os vários regulamentos indicados pela ANS (Agência Nacional de Saúde), entre outras autarquias reguladoras. 

  1. Informações e dados de pacientes

Uma das vantagens do software médico, principalmente quando se considera o tempo do profissional, é a acessibilidade dos prontuários dos pacientes. 

Com um software dedicado e personalizado para uma clínica ou um hospital, fica mais fácil acessar informações do paciente, como:

  • Alergias;
  • Diagnósticos;
  • Histórico médico;
  • Medicamentos.

Assim, em vez de ter que procurar entre os arquivos e papéis para encontrar o registro de um paciente, que muitas vezes pode ser extenso, consegue-se acessar essas informações confidenciais com o clique de um botão, fornecendo login e senha de uso pessoal e intransferível.

Esses sistemas também capturam informações pessoais, como nome do paciente, endereço, informações de contato e detalhes do seguro. 

Ao proporcionar aos médicos acesso a todo o histórico de um paciente, menos tempo é gasto em questões básicas, permitindo mais foco no tratamento de um paciente que trabalha com como perito judicial engenheiro civil, ou qualquer outra área profissional.

Pode ocorrer de um paciente trocar de provedor por qualquer motivo. Nesse caso, as informações médicas podem acompanhá-los facilmente, permitindo que cada clínico, em todo o espectro médico-paciente, se conecte e compartilhe dados precisos e atualizados.

Os pacientes podem atualizar as informações pessoais online, além de visualizar os resultados do laboratório, solicitar recargas de prescrição e comunicar-se com o médico responsável por seus tratamentos.

Materiais educativos e orientações preventivas também são frequentemente fornecidos aos pacientes, permitindo que eles desempenhem um papel mais ativo quanto aos cuidados gerais de saúde, prevenção de doenças e no processo de tratamento. 

  1. Comunicação 

A capacidade de gerar e armazenar relatórios rapidamente em um só lugar facilita a boa comunicação entre a clínica, pacientes e seguradoras. 

Para isso, os principais sistemas médico devem oferecer funcionalidade abrangente de relatórios. 

Assim, os usuários podem aproveitar modelos existentes, ou criar os próprios, compilando dados administrativos e informações do paciente em documentos oportunos e fáceis de ler.

Os relatórios permitem que os membros da equipe extraiam dados sobre o desempenho e o histórico financeiro de um paciente para identificar lacunas e tendências, bem como fazer estimativas financeiras.

Além disso, muitos softwares médicos contam com modelos integrados, permitindo que os usuários criem os próprios relatórios personalizados, inclusive para clínicas que funcionam a partir de um projeto arquitetônico 3d para acomodar pessoas que necessitam de tratamento – ou em modelos home care. 

Painéis fáceis de usar permitem que o usuário interprete dados por meio de visualizações, como gráficos e tabelas.

  1. Gestão de inventário

O gerenciamento de estoque pode ser um processo complicado. Afinal, garantir que vários suprimentos, como equipamentos médicos duráveis ou amostras farmacêuticas, estejam em estoque e convenientemente armazenados pode ser um desafio. 

O software médico pode agilizar o processo fornecendo uma maneira eficiente de rastrear pedidos de estoque, gerenciar o armazenamento de estoque e gerar relatórios abrangentes, tudo sem a necessidade de entrada manual de dados.

Benefícios associados aos software médico

Os benefícios de uma solução de software médico implementada adequadamente não podem ser subestimados tanto para pequenas clínicas familiares quanto para grandes redes hospitalares.

A capacidade de automatização de várias tarefas administrativas e de gestão pode mudar completamente a maneira como as práticas alocam tempo e recursos disponíveis.

O gerenciamento ineficiente do tempo é um grande problema na área da saúde. Uma das maiores dificuldades que os profissionais desse setor enfrentam envolve a proporção de tempo gasto com os pacientes em oposição a outras obrigações.

Essa tendência é consistente há muito tempo e, até recentemente, não parecia haver uma solução fácil.

Sem um sistema eficiente e digitalizado, é fácil para as clínicas ficarem presas em um ciclo interminável de arquivamento, classificação, armazenamento e manuseio de papelada pela equipe administrativa. 

Com as inovações propostas pelo software médico, esse cenário pode se atualizar de maneira sem igual.

Conclusão

O software médico é uma solução popular para organizações de saúde de vários tamanhos e especialidades, a fim de melhorar a eficiência operacional e fornecer atendimento de alta qualidade aos pacientes. 

Essas soluções ajudam as organizações a gerenciar as tarefas administrativas, permitindo que os médicos concentrem mais energia em lidar com os pacientes. 

Além disso, as instalações que optam por implementar esses sistemas tomam um passo à frente em relação aos concorrentes.

Saber de quais ferramentas são necessárias é o primeiro passo para aumentar a produtividade de uma organização. 

Por fim, é preciso lembrar que cada organização de saúde é diferente, assim como cada solução de gestão de consultório. Determinar as necessidades e desejos exclusivos antes do processo de seleção é vital.

Texto originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, canal em que você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade